Flacidez Corporal

Flacidez Corporal

A flacidez corporal nada mais é do que um acúmulo de pele em regiões do corpo que começam a perder a elasticidade. É um problema que atinge mulheres com mais frequência, devido alterações na produção de colágeno e elastina causada pelas variações hormonais constantes

A flacidez pode atingir o rosto e o corpo e é resultado de um processo natural da pele, decorrente do envelhecimento que se dá com o passar dos anos. Ela pode ser agravada por maus hábitos como uma alimentação ruim e sedentarismo. O surgimento da flacidez está relacionado, principalmente, à queda na produção de colágeno, que promove firmeza à pele e de ácido hialurônico, molécula responsável por deixar a pele preenchida. Com o avanço da idade e a diminuição da síntese dessas substâncias, a flacidez e os sinais do envelhecimento da pele ficam mais aparentes.

Muitas mulheres se queixam de flacidez na região das coxas e glúteos, braços e principalmente na barriga. Essas queixas são muito comuns em pessoas que passam por dietas ou procedimentos para emagrecimento que causam perda de peso rápida. Com as fibras de sustentação da pele enfraquecidas, o corpo não retorna a tonicidade anterior.

A partir dos 25 anos já é possível notar os efeitos da flacidez na pele. No entanto, essa perda de sustentação aparece com mais frequência após a menopausa nas mulheres e em idosos de ambos os sexos, pois há a substituição de parte dos músculos por gordura. Além disso, pessoas que tiveram um perda de peso drástica, que têm a pele clara e aquelas que se expõem ao sol com frequência, principalmente sem a devida proteção, também são bastante afetadas.

O que causa a flacidez corporal?

A flacidez vem principalmente da causa mais natural que conhecemos, o envelhecimento. Naturalmente, com o tempo, as fibras de colágeno e elastina que sustentam a nossa pele enfraquecem e deixam de dar à pele aquele aspecto jovem e saudável. Mas é claro que existem outros fatores que aceleram esse processo, entre eles as variações de peso constantes, como já citado. Além dessas, a flacidez também pode ser causada por:

  • Má alimentação
  • Excesso de exposição ao sol
  • Genética
  • Sedentarismo

A boa notícia é que com pequenos cuidados no dia a dia a você pode retardar os efeitos do tempo, evitando a flacidez e até mesmo eliminando-a em certas regiões do corpo.

1. Cuide bem da sua alimentação

A primeira dica é ficar de olho no que você come. Uma alimentação saudável é imprescindível para quem deseja manter a boa aparência, e principalmente evitar uma pele flácida. É claro que isso não significa manter uma dieta rigorosa e ficar longe das coisas gostosas. Existem alimentos saudáveis e deliciosos que ajudam no combate à flacidez e também te ajudarão a manter o bom humor.

Veja alguns exemplos:

  •         Kiwi, morango e cenoura

Esses alimentos são ricos em vitaminas C, E e A. São oxidantes que combatem os radicais livres, principais responsáveis pelo envelhecimento da pele e consequentemente pela flacidez. Além disso, a vitamina C é essencial para a formação do colágeno, que como vimos, dá sustentação a nossa pele.

  •         Peixe, peito de frango, feijão e lentilha

Esses alimentos, além de deliciosos, são fontes de proteínas magras. São proteínas de qualidade que ajudam na formação do colágeno e massa magra.

  •         Abacate e aveia

O abacate parece gorduroso e pesado, mas você pode incluí-lo sem medo na sua alimentação. As gorduras do abacate são gorduras boas, fazem bem para o coração e contribuem no aumento da elasticidade da pele. Já a aveia possui sílica, mineral que atua na formação do colágeno. Esses dois alimentos incluídos na dieta ajudam no combate à flacidez corporal.

2. Evite a exposição excessiva ao sol

Os raios ultravioleta são extremamente nocivos à epiderme e a derme, camada mais profunda da pele. É na derme que se encontra o colágeno. A exposição solar em excesso pode destruir a estrutura das fibras e comprometer a sustentação da pele. Por esse motivo, o sol em abundância é uma das principais causas da flacidez, que neste caso, é resultado do envelhecimento precoce.

É obrigatório o uso do protetor solar para quem quer manter uma pele saudável e firme. Mas é importante lembrar que, mesmo com o uso do protetor, recomenda-se evitar a exposição prolongada à luz solar.

 3. Coma gelatina

É comprovado que a gelatina é um ótimo suplemento de colágeno. O consumo diário desse alimento, além de saciar aquela vontade de comer doces durante o dia, ajuda a melhorar significativamente a elasticidade da pele e na manutenção do bom aspecto das unhas e dos cabelos.

4. Hidrate-se sempre

A elasticidade da pele está diretamente relacionada com a sua hidratação. Todo mundo sabe que a maior parte do nosso corpo é composta por água. A pele pouco hidratada possui pouca elasticidade e não conseguirá voltar a sua forma anterior caso você tenha passado por um processo de perda de peso, deixando assim a flacidez corporal evidente. Por isso é importantíssimo que você se mantenha sempre bem hidratada para manter uma boa aparência da pele.

5. Pratique exercícios regularmente

Quando praticamos exercícios físicos com frequência trabalhamos mais a respiração e como consequência, melhoramos a circulação sanguínea. Isso garante que os nutrientes que ingerimos cheguem onde devem chegar e mantenham a saúde dos nossos tecidos e órgãos, inclusive da pele. Não adianta ingerir todo o colágeno do mundo, se ele não puder ser bem distribuído pelo corpo.

A prática de exercícios, além de contribuir na queima de gordura e na boa aparência, garante que você esteja sempre disposta e bem humorada.

Beautiful woman exercising outdoors and looking very happy

Se você não gosta muito de praticar exercícios, seja por falta de tempo ou motivação, é sempre bom lembrar que existem formas agradáveis e divertidas de manter a forma e o bom humor.

6. Faça massagens

Quem não gosta de uma bela massagem para relaxar depois de um dia estressante? Uma boa massagem, além de relaxar os músculos, também tem o poder de combater a pele flácida. Isso porque, com a técnica correta, os movimentos irão diminuir a inflamação da camada de gordura, e eliminar toxinas.

Para quem deseja eliminar a flacidez corporal, a drenagem linfática e a massagem modeladora são ótimas soluções. A drenagem estimula o sistema linfático, diminuindo a retenção de líquidos e diminuindo o inchaço. Já a massagem modeladora estimula a circulação e tonifica a musculatura.

[ File # csp4138167, License # 3021880 ] Licensed through http://www.canstockphoto.com in accordance with the End User License Agreement (http://www.canstockphoto.com/legal.php) (c) Can Stock Photo Inc. / 4774344sean

Mantendo sessões regulares de massagens, é possível obter resultados na perda de medidas, redução da celulite e da flacidez.

Ps: É muito importante que as massagens sejam realizadas por profissionais capacitados.

7. Invista em tratamentos estéticos

Os melhores tratamentos estéticos para devolver a firmeza  da pele, deixando a barriga lisinha e mais firme, incluem radiofrequência e corrente russa .

1. Radiofrequência

Na radiofrequência é usado um equipamento que desliza sobre a pele produzindo um calor agradável, que nunca deve passar dos 40ºC. As ondas emitidas pelo aparelho atuam diretamente na pele, contraindo as fibras de colágeno existentes e ainda promove a formação de novas fibras de colágeno. Os resultados são progressivos e após cerca de 21 dias a pele encontra-se ainda mais firme que nos primeiros dias após a aplicação. Mas para que a pele fique totalmente lisinha, sem nenhuma flacidez pode ser necessário fazer uma sessão a cada 15 dias, por um período de aproximadamente 3 meses. 

Se a pessoa possuir ainda alguma gordura abdominal a própria radiofrequência é capaz de ajudar na sua eliminação, no entanto, se o objetivo é além de firmar a pele eliminar a gordura localizada pode-se realizar um protocolo de tratamento envolvendo a radiofrequência com a lipocavitação, porque assim alcançará excelentes resultados, sem ter que recorrer à cirurgia plástica.

2. Corrente Russa

Na corrente russa são utilizados eletrodos que são colocados na pele produzindo corrente elétrica de baixa intensidade. Essa corrente estimula os músculos promovendo a sua contração de forma mais eficiente, porque a contração acaba sendo mais forte e dura mais tempo que a contração realizada num exercício de abdominal. Isso melhora o tônus muscular, deixando a musculatura abdominal mais firme.

Este é um excelente tratamento para mulheres depois do parto porque além de combater a flacidez por melhorar a musculatura por baixo da pele, ainda diminui a diástase abdominal, que acontece quando o músculo reto abdominal fica muito flácido e afastado, devido ao crescimento da barriga na gravidez. Nesse caso, o tratamento pode ser realizado diariamente, preferencialmente 5 dias por semana e pode ter início 15 dias após o parto normal e 1 mês após o parto cesária. Quando associado ao uso de cremes para tratar a flacidez, os resultados são ainda mais satisfatórios.